O meu cantinho!...

Não sou Poeta, não sou Professor, não sou Engenheiro e muito menos Doutor. Sou alguém que aprendeu a ser o que é, porque um dia me disseram que na vida o que realmente importa é ser eu próprio, confiar nos sentimentos e respeitar o que nos rodeia, ...as pessoas e ...o Mundo!

(Não é permitida a duplicação de partes ou da totalidade deste site sem a permissão do WebMaster)

» Ver dados pessoais «

segunda-feira, julho 24, 2006

Para quando?

Em Setembro de 2005, aquando de um levantamento fotográfico das alminhas/nichos existentes na freguesia de Santiago de Cassurrães por mim efectuado, (disponível aqui) inserido na página de Santiago On-Line, consta esta,
Foto de CMatos

situada na estrada que liga Mangualde a Gouveia, precisamente à saída de Contenças de Baixo na direcção de Gouveia.
Em boa hora foi feita a foto, já que semanas depois ela foi desmantelada e hoje não passa de um amontoado de duas pedras, mais ou menos (parece-me) votadas ao abandono.


Foto de CMatos

Colocadas à beira da mesma estrada, mas uns 70 metros mais acima, jazem à espera que alguém de direito as recoloque no seu sítio original, que aqui fotograficamente documento.


Foto de CMatos (Clique para ampliar)
Foto de CMatos (Ali junto à placa é o local original)

E porquê?
Por altura da Páscoa de 2006 (em Abril) perguntei a um habitante local, e ao que pude apurar, o referido nicho terá sido desmantelado devido a obras de alargamento do caminho que vai sair na lateral da Capela de Contenças, para que o espaço pudesse ser ocupado com materiais e para estacionamento da maquinaria, ficando os responsáveis pela obra de a recolocar assim que terminadas as obras. Ok, até se compreende (ou talvez não, leiam mais abaixo as perguntas).
O que não compreendo é que de Outubro de 2005 a Julho de 2006 já lá vão 9 meses, as obras já terminaram (pelo aspecto) há pelo menos 3 meses (há mais, mas pronto), já que na Páscoa o local se encontrava como documentado pelas fotos (pelo menos já não existem vestígios de materiais no local nem maquinaria), já foi colocada uma mesa de pedra (ainda que um pouco arcaica) à sombra de uma das árvores, o local já sirva para estacionamento de viaturas e o nicho (ou o que resta dele) continua hoje (23 de Julho de 2006) no esquecimento!
Pergunto:
Será a mesa mais importante que o nicho? Será que o nicho estorvava assim tanto dada a distância deste à entrada do caminho (cerca de 60 metros)? E se sim, o local escolhido para depositar os seus “restos” não seria mais prejudicial à obra (3 metros da obra)? Não teria sido preferível trocar os lugares de colocação de materiais deixando a dita em paz? Se a obra já terminou, para quando a sua recolocação e reabilitação? Se não terminou, quando terminará, na semana dos 9 dias? Ou esta situação terá a ver com algo mais abrangente e nacional, que tem a ver com o facto de Portugal ser um estado laico e por isso serem proibidos símbolos religiosos (católico no caso) tal como o tão badalado caso dos crucifixos nas escolas?
Quem souber que responda, mas mais importante, os responsáveis pela obra que cumpram o prometido, cuidando de um património que é de todos e para todos.

8 Comments:

At 24 julho, 2006, Blogger pitanga said...

E eu pergunto: essa mesa de pedra posta à sombra de uma árvore serve para aquelas patuscadas de verão? Ah, então está explicado. O resto espera. Que pena!!!

 
At 27 julho, 2006, Blogger vero said...

Estou d volta... ;)
Obrigada pelo carinho ***

 
At 28 julho, 2006, Blogger Musician said...

Concordo contigo.
Mas infelizmente o mundo está cheio de injustiças, por muito que a gente fale o mundo não vai mudar!
É uma pena o que aconteceu com o nicho :(

Um beijo*

 
At 01 agosto, 2006, Blogger al cardoso said...

Infelizmente casos como oi que o meu amigo documenta acontecem um pouco por toda a nossa Beira.
Faco sinceros votos que tepomham essas alminha no sitio original, antes que lhe aconteca o mesmo que tem acontecido a muitas outras; pura e simplesmente desaparecererem.

Um abraco forno-algodrense

 
At 01 agosto, 2006, Blogger al cardoso said...

Em lugar de oi: queria dizer: o.
Em lugar de: teponham essas alminha, queria dizer: reponham essas alminhas.

 
At 15 agosto, 2006, Blogger Amaral said...

Nem almas, nem alminhas, em Portugal só obras e obrinhas (buracos...). Faz-se de tudo para destruir o nosso património, mas para o preservar não há nem tempo nem dinheiro. Devíamos enviar as alminhas para países onde as respitassem devidamente.

 
At 05 fevereiro, 2007, Anonymous Anónimo said...

Best regards from NY! about lipitor mixing parnate and ativan ativan for alcohol withdrawal Circuit breakers square d Solid oak china cabinet primitive Business design site small web Facelift 0.091 ativan &aposs lifespon next+reality tv Motocross front tire review replace headlight 2002 bravada oldsmobile ativan ethanol levels in blood Lecithin acne buick lead sleds http://www.is-skin-firming-lotion-good-for-cellulites.info/Adderall-online-xr.html Martina hingis in a bikini Tape hockey blade free blackjack games players Abn amro mortgage and online payments

 
At 21 janeiro, 2010, Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

 

Enviar um comentário

<< Home