O meu cantinho!...

Não sou Poeta, não sou Professor, não sou Engenheiro e muito menos Doutor. Sou alguém que aprendeu a ser o que é, porque um dia me disseram que na vida o que realmente importa é ser eu próprio, confiar nos sentimentos e respeitar o que nos rodeia, ...as pessoas e ...o Mundo!

(Não é permitida a duplicação de partes ou da totalidade deste site sem a permissão do WebMaster)

» Ver dados pessoais «

quinta-feira, novembro 30, 2006

Você decide!

Para o ajudar a responder à questão lá em baixo, coloco aqui cópia fiel da redacção dos artigos nº 16 e 146 do Código da Estrada de acordo com a última revisão. Ainda para mais esclarecimentos, e para que se possa fazer uma comparação entre o antes e o depois, coloco a cópia fiel da anterior redacção do artigo nº 16 (aqui designado por 16A). Atente especificamente na redacção do ponto 2 do Artigo nº 16 e na alínea o) do Artigo nº 146.
Se analisar a situação com um pouco de cuidado descobrirá algo, no mínimo, espantoso!

------------------------------

Artigo 16.ºA (Redacção até 2001 – apenas para comparar com a actual)
Cruzamentos, entroncamentos e rotundas
1 Nos cruzamentos, entroncamentos e rotundas o trânsito faz-se por forma a dar a esquerda à parte central dos mesmos ou às placas, postes ou dispositivos semelhantes neles existentes, desde que se encontrem no eixo da via de que procedem os veículos.
2 Exceptuam-se ao disposto no número anterior:
a) Os casos em que haja sinalização em contrário;
b) Os casos em que as placas situadas no eixo da via tenham forma triangular.
3 Quem infringir o disposto no n.º 1 e alínea b) do n.º 2 é sancionado com coima de 60 a 300 euros.

Artigo 16.º (Redacção actual)
Placas, postes, ilhéus e dispositivos semelhantes
1 - Nos cruzamentos, entroncamentos e rotundas, o trânsito faz-se por forma a dar a esquerda à parte central dos mesmos ou às placas, postes, ilhéus direccionais ou dispositivos semelhantes existentes, desde que se encontrem no eixo da faixa de rodagem de que procedem os veículos.
2 - Quando na faixa de rodagem exista algum dos dispositivos referidos no n.º 1, o trânsito, sem prejuízo do disposto nos artigos 13.º e 14.º, faz-se por forma a dar-lhes a esquerda, salvo se se encontrarem numa via de sentido único ou na parte da faixa de rodagem afecta a um só sentido, casos em que o trânsito se pode fazer pela esquerda ou pela direita, conforme for mais conveniente.
3 - Quem infringir o disposto nos números anteriores é sancionado com coima de €60 a €300.

Artigo 146.º
Contra-ordenações muito graves
No exercício da condução consideram-se muito graves as seguintes contra-ordenações:
a) A paragem ou o estacionamento nas faixas de rodagem, fora das localidades, a menos de 50 m dos cruzamentos e entroncamentos, curvas ou lombas de visibilidade insuficiente e, ainda, a paragem ou o estacionamento nas faixas de rodagem das auto-estradas ou vias equiparadas;
b) O estacionamento, de noite, nas faixas de rodagem, fora das localidades;
c) A não utilização do sinal de pré-sinalização de perigo, bem como a falta de sinalização de veículo imobilizado por avaria ou acidente, em auto-estradas ou vias equiparadas;
d) A utilização dos máximos de modo a provocar encandeamento;
e) A entrada ou saída das auto-estradas ou vias equiparadas por locais diferentes dos acessos a esses fins destinados;
f) A utilização, em auto-estradas ou vias equiparadas, dos separadores de trânsito ou de aberturas eventualmente neles existentes, bem como o trânsito nas bermas;
g) As infracções previstas na alínea a) do artigo anterior quando praticadas em auto-estradas, vias equiparadas e vias com mais que uma via de trânsito em cada sentido;
h) As infracções previstas nas alíneas f) e j) do artigo anterior quando praticadas nas auto-estradas ou vias equiparadas;
i) A infracção prevista na alínea b) do artigo anterior, quando o excesso de velocidade for superior a 60 km/h ou a 40 km/h, respectivamente, bem como a infracção prevista na alínea c) do mesmo artigo, quando o excesso de velocidade for superior
a 40 km/h ou a 20 km/h, respectivamente e a infracção prevista na alínea d) quando o excesso de velocidade for superior a 40 km/h;
j) A infracção prevista na alínea l) do artigo anterior, quando a taxa de álcool no sangue for igual ou superior a 0,8 g/l e inferior a 1,2 g/l ou quando o condutor for considerado influenciado pelo álcool em relatório médico;
l) O desrespeito da obrigação de parar imposta por sinal regulamentar dos agentes fiscalizadores ou reguladores do trânsito ou pela luz vermelha de regulação do trânsito;
m) A condução sob influência de substâncias psicotrópicas;
n) O desrespeito pelo sinal de paragem obrigatória nos cruzamentos, entroncamentos e rotundas;
o) A transposição ou a circulação em desrespeito de uma linha longitudinal contínua delimitadora de sentidos de trânsito ou de uma linha mista com o mesmo significado;
p)
A condução de veículo de categoria ou subcategoria para a qual a carta de condução de que o infractor é titular não confere habilitação;
q) O abandono pelo condutor do local do acidente nas circunstâncias referidas no n.º 2 do artigo 89.º.

------------------------------

Desenho de CMatos
Agora sente-se ao volante e responda:
Você é o condutor do veículo (D) proveniente da Cunha Alta e pretende rumar a Mangualde e depara-se com este entroncamento que possui uma placa triangular (A) no eixo da via. Que trajectória escolhe (B ou C)?

8 Comments:

At 01 dezembro, 2006, Blogger azurara said...

O correcto é o trajecto C.
A placa está no eixo da via de que procede o veículo, logo dá-se a esquerda ao obstáculo. Claro que vai transpor o traço contínuo, que é o que aqui está errado.

O problema é mais complicado se vieres da Freixiosa para a Cunha Alta. Aí ...

 
At 01 dezembro, 2006, Blogger José António said...

Bom... é complicado, até 2001 iria pelo percurso B. Mas face às alterações do código fazia o possível para evitar esse cruzamento, ehehehe... é que teria que ir pelo percurso C e cometer uma infracção ao pisar o risco continuo...
Falta saber se existe um erro de concepção do dito cruzamento, caso este seja posterior a 2001 e nesse caso o tracejado está trocado ou então não foi feita a correcção após a alteração do código.
Cumprimentos

 
At 01 dezembro, 2006, Blogger pitanga said...

Ó Matos não me fale em entroncamentos e rotundas que ontem quase me perdi no meio de tantos. Se dobrasse na segunda à direita ir ter em IPANEMA. hehehe

 
At 02 dezembro, 2006, Anonymous mocho said...

eu faço sempre a b...mas
A ideia que tenho mas é mesmo apenas uma ideia não tenho dados é que aquando da alteração do código de facto passou a ser o trajecto C
No entano tenho a ideia de ter ouvido que esse ponto tinha sido alterado e que neste tipo de cruzamentos enquanto existissem se voltva à situação anterior. Agora que nunca vi isso escrito não. Tambem sempre ouvi dizer que estes tipo de cruzamentos triangulares tinham que ser substituídos.(destruindo as pontas digamos ) para serem ovais

 
At 02 dezembro, 2006, Anonymous Sulista said...

...claro que é pelo caminho C
senão estava-se em contra-mão na própria estrada da Cunha Alta (EN646).


Bom resto de fds...de chuva :-/

 
At 03 dezembro, 2006, Blogger TSFM said...

Subscrevo as palavras da Sulista.

 
At 21 janeiro, 2010, Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

 
At 19 julho, 2016, Anonymous Anónimo said...

Isso é errado.... voçê é o veiculo D e quer ir para mangualde tem que entrar pela esquerda do triaqngulo ( pelo lado B ) se quer ir para a freixiosa entrapelo lado c mas pelo lado direito deixando o triangulo á esquerda ( são duas faixas para cada lado (imajine um veiculo vir do lado da Freixiosa para cunha alta entrar onde esta to tracejado ( entrar pela linha C ) e depara com um veiculo em contra mão .... impossivel essa teoria está errada .

 

Enviar um comentário

<< Home