O meu cantinho!...

Não sou Poeta, não sou Professor, não sou Engenheiro e muito menos Doutor. Sou alguém que aprendeu a ser o que é, porque um dia me disseram que na vida o que realmente importa é ser eu próprio, confiar nos sentimentos e respeitar o que nos rodeia, ...as pessoas e ...o Mundo!

(Não é permitida a duplicação de partes ou da totalidade deste site sem a permissão do WebMaster)

» Ver dados pessoais «

terça-feira, novembro 07, 2006

Quebra-Cabeças [1]

Foto de CMatos
Um destes domingos, durante um passeio de “bike” pelos montes e vales da zona da Senhora de Cervães e a Serra das Bochinhas, deparei, ali para os lados da Quinta de Santo Amaro com este brinquedo.

É uma roda movida a água, idêntica aquelas que antigamente faziam mover as mós dos moinhos, ou ainda aquelas outras que ainda hoje geram electricidade nas múltiplas centrais hidroeléctricas, só que esta é feita de pau e caixas tipo sardinha em lata e está instalada numa pequena queda de água junto a um muro mesmo ao lado do caminho.
O arquitecto é desconhecido, mas como nas redondezas não moram crianças ou jovens, resta um casal de idosos octogenários, que por acaso ainda fazem parte da minha árvore genealógica.

Bem, mas na continuação do nosso passeio, eu e um meu amigo, deparámos com uma ribeira bem cheia quase a transbordar e com mais ou menos 3 metros e meio de largura. Não havia pontes por perto nem locais mais propícios, por isso tivemos que improvisar. Ali mesmo à mão, encontrei duas pranchas de madeira com aproximadamente 3 metros cada. Uma só não dava e não havia como as unir de forma sólida, mas mesmo assim… depois de dar voltas à cabeça lá encontrámos forma de passar a ribeira em segurança com as duas pranchas e sem as unir. Como teremos feito? É a questão que fica.

Nota - Claro que passámos à vez...

6 Comments:

At 08 novembro, 2006, Blogger al cardoso said...

Calculo que nao haveria pregos nem martelo, sera que havia por la algumas cordas ou tambem nao?
Nesse caso sempre se podiam talvez improvisar algumas cordas com cascas de alguma arvore ou ate com giestas, isto digo eu que tambem tenho alguma formacao escutista.

Fico a espera de novidades.

Um abraco fornense.

 
At 08 novembro, 2006, Anonymous Anónimo said...

Não haveria um penedo no meio da ribeira para apoiar as pranchas? Se não, só vejo a hipotese de ir a nado!!!!

Beijinhos

SU.

 
At 10 novembro, 2006, Blogger pitanga said...

Ó Matos hoje não estou muito "pensadora" mas vim para ver as tuas fotos rurais.

beijos silvestres

 
At 10 novembro, 2006, Anonymous Mikas said...

Lindas fotos

 
At 15 novembro, 2006, Blogger azurara said...

É claro que, com as voltas que deste, encontraste a ponte e passaste com as pranchas na mão!

 
At 21 janeiro, 2010, Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

 

Enviar um comentário

<< Home