O meu cantinho!...

Não sou Poeta, não sou Professor, não sou Engenheiro e muito menos Doutor. Sou alguém que aprendeu a ser o que é, porque um dia me disseram que na vida o que realmente importa é ser eu próprio, confiar nos sentimentos e respeitar o que nos rodeia, ...as pessoas e ...o Mundo!

(Não é permitida a duplicação de partes ou da totalidade deste site sem a permissão do WebMaster)

» Ver dados pessoais «

segunda-feira, setembro 26, 2005

África... minha!

Domingo, hora de almoço!

Estava a almoçar, na mesa nada faltava, conversávamos sobre coisas fúteis, a comida enchia os pratos, copos repletos de coisas boas, a sobremesa estava á espreita, fruta, doces, café… não estava na rua, estava em casa, numa boa casa, rodeado de aparelhos modernos, rodeado de coisas supérfluas talvez… a um canto o som da TV ia enchendo os vazios de conversa, quando de repente lhe presto atenção… e o que vi?... miúdos que se juntavam em magotes para serem filmados, com máquinas fotográficas em punho, sorrindo, depois alguns outros a comer, ainda outros na escola… nessa altura senti um aperto, olhei para o meu filho, para a minha mesa e afundei numa tristeza imensa, num choro abafado pela recordação da minha infância. Eu nasci naqueles lugares, eu nasci em África, eu cresci rodeado daqueles miúdos… os miúdos eram negros, as máquinas que orgulhosamente exibiam eram pedaços de barro habilidosamente moldados, a refeição que tomavam era a única do dia e pobre, a escola não tinha cadeiras as janelas não o eram, as paredes vazias de tudo, os pais, de olhar triste e magro, as criancinhas inchadas, marcadas pelo desespero e quem sabe… a morte… A minha mulher oferece sobremesa ao meu filho e ele diz… - Não, já estou cheio!. A minha TV mostrava agora um campo de refugiados, cheio de nada, esquecidos por todos, entregues á miséria.

A angústia apoderou-se de mim, como é possível que em algum momento eu me possa sentir desafortunado?

Em frente ao computador (cujo valor alimentaria muitas crianças!), desabafo, tentando libertar a lágrima que me escorre por dentro, mas não sai,… que mais poderei fazer? Talvez rezar… rezarei então…

6 Comments:

At 26 setembro, 2005, Blogger Sofia said...

Eu sei... a mim também me dá vómitos a estupidez e ganância da condição humana.
Obrigada pelas visitas ao meu blog! E não... 4100 até nem é muito mau. Só errou por 900!

 
At 26 setembro, 2005, Blogger Sofia said...

Eu queria dizer só mais uma coisa mas tenho medo que fique aborrecido comigo... Não fique, por favor?? Se quiser pode apagar dps esta mensagem. É que em cima, na pequena descrição do seu cantinho tem escrito "permição" e escreve-se "permissão".
Não me mate, ok?
Bjs e desculpe...

 
At 27 setembro, 2005, Blogger CMatos said...

Sofia, fizeste muito bem em me corrigir. De facto, e não tenho nenhum problema em o afirmar, o Português nunca foi o meu forte, por isso recorro frequentemente aos correctores ortográficos. Aquele texto é daquelas coisas que se escrevem e nunca mais lhe liguamos, e por isso a "gafe".
Quanto ao matar... bom eu só mato... as saudades.
Beijinhos e volta sempre.

 
At 27 setembro, 2005, Blogger Sulista said...

Aqui fica um beijinho pelo teu
post...bonito e sincero, como sempre :-)

Até muito breve!

 
At 29 setembro, 2005, Blogger vero said...

Um beijinho e obrigada pelas palavras no meu blog...
***

 
At 21 janeiro, 2010, Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

 

Enviar um comentário

<< Home