O meu cantinho!...

Não sou Poeta, não sou Professor, não sou Engenheiro e muito menos Doutor. Sou alguém que aprendeu a ser o que é, porque um dia me disseram que na vida o que realmente importa é ser eu próprio, confiar nos sentimentos e respeitar o que nos rodeia, ...as pessoas e ...o Mundo!

(Não é permitida a duplicação de partes ou da totalidade deste site sem a permissão do WebMaster)

» Ver dados pessoais «

quarta-feira, setembro 27, 2006

O que faria?

Foto de CMatos
Imagine esta situação:

“É noite de tempestade… Você está a conduzir o seu carro com dificuldade. Ao passar por uma paragem de autocarro, vê três pessoas encharcadas que ali aguardam transporte. Verifica que essas pessoas são:
- Uma senhora precisando de ser hospitalizada;
- Um médico que salvou a sua vida no passado;
- O grande amor da sua vida.
No seu carro só cabe você e mais uma pessoa. Qual das três escolhe? Porquê?”


Tenha em conta que:
Você poderia levar a senhora doente. Ficaria com a consciência tranquila.
Ou então levava o médico, porque ele uma vez salvou a sua vida. Seria a ocasião perfeita para demonstrar a sua gratidão. No entanto, você poderia fazer isso numa outra ocasião.
Mas talvez não pudesse encontrar mais o amor da sua vida se deixasse passar esta oportunidade…

Perante este cenário, qual será a melhor opção a tomar? Se fosse uma daquelas pessoas que estavam na paragem, o que gostaria que o condutor fizesse?

6 Comments:

At 27 setembro, 2006, Blogger Luna said...

A pessoa doente com toda a certeza,
o médico esta em sintonia com a vida saberia entender, o meu amor se fosse verdadeiro acabaria um dia por ficar comigo,assim quem necessitava de ajuda era a doente

Mas deixa-me dizer que é uma situação que não gostaria de enfrentar, muito delicada, e onde os emoções mexem.
beijinhos

 
At 28 setembro, 2006, Blogger vero said...

A senhora doente sem dúvida!!!
Se lá estaria o grande amor da minha vida? Por certo tinha k ser uma pessoa de bom coração, uma pessoa de carácter e bons princípios pois jamais iria querer k eu agisse de outra maneira a não ser levar a senhora doente, claro!!!
O médico? Por muito grata k eu lhe estivesse, nao era a vida dele k estava em perigo, correcto? ;)

Beijinhos***

 
At 28 setembro, 2006, Blogger pitanga said...

Ai, meu Deus! Lá vem aquela tola daquela brasileira!!!!!!!!!

Então é assim. Eu pegava o meu celular, ligava para a ambulância que levaria a senhora doente para o hospital para ser tratada. E o médico já apanhava uma carona que , de certeza estava ali no horário de serviço. Depois eu mandava o amor da minha vida entrar no carro e íamos tomar um sorvete.
Desculpe, Matos, mas não resisti.
Afinal é uma situação hipotética.

beijos de boa noite

 
At 28 setembro, 2006, Blogger Amaral said...

Levava o meu amor e ia buscar ajuda. Porquê? Primeiro porque o médico, assim como salvou a minha vida, poderia ficar a ajudar a pessoa doente e poderia, até, salvá-la.

 
At 28 setembro, 2006, Blogger José António said...

Dava a chaves do carro ao médico para ele levar a senhora doente ao hospital e ficava com o meu amor. ehehehe

 
At 21 janeiro, 2010, Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

 

Enviar um comentário

<< Home