O meu cantinho!...

Não sou Poeta, não sou Professor, não sou Engenheiro e muito menos Doutor. Sou alguém que aprendeu a ser o que é, porque um dia me disseram que na vida o que realmente importa é ser eu próprio, confiar nos sentimentos e respeitar o que nos rodeia, ...as pessoas e ...o Mundo!

(Não é permitida a duplicação de partes ou da totalidade deste site sem a permissão do WebMaster)

» Ver dados pessoais «

domingo, janeiro 23, 2011

Necrópole das Quelhadas (VII)


7ª Sepultura (N 40° 35.163' / W 7° 40.907')

Foto CMatos
(Clique para ampliar)

Esta sepultura foi descoberta acidentalmente por mim a 27/09/2009, quando procurava as sepulturas nº 3 e 4. Estava quase completamente coberta por terra e um amontoado de pedras, no meio de um terreno agrícola. Apenas um pedaço da cabeceira estava visível, o que me chamou à atenção. Após uma escavação preliminar, apenas para colocar o contorno visível, tirei umas fotos que enviei para um experto na matéria (o amigo arqueólogo Dr. António Tavares) que prontamente se disponibilizou para fazer a restante escavação, levantamento e registo, o que aconteceu a 3/10/2009. Verificou-se não possuir qualquer espólio, tendo sido encontrados apenas dois pedaços de barro (provavelmente pertencentes a telhas, semelhantes aquelas que apareceram no sítio arqueológico da Santa Maria, a alguns quilómetros) nas camadas mais superficiais.
Trata-se de uma sepultura não-antropomórfica de adulto, que pela sua configuração será mais antiga que as restantes (segundo alguma literatura que consultei, crê-se que as sepulturas com cabeça definida (antropomórficas) são uma evolução relativamente a estas e terão aparecido mais tarde). Possui extremos (cabeceira e pés) rectangulares e ombros ligeiramente arredondados ou semielípticos. É uma sepultura vulgarmente designada de “banheira”. Está bastante bem preservada, e possui um pormenor interessante, não encontrado em nenhuma outra no Concelho, segundo o Dr. António Tavares: ao redor da cabeceira foi feito um rebaixamento, provavelmente para evitar a entrada das águas, já que foi escavada num afloramento granítico com alguma inclinação, mais alto na cabeceira que nos pés. Orientada de NO para SE, tem um comprimento de 192cm, 45cm de largura na cabeça, alargando para os 52cm ao nível dos ombros, estreitando depois para os 44cm na zona dos joelhos, terminando com 30cm nos pés. A profundidade média é de 27cm.

(Pormenor da cabeceira)Foto CMatos(Vista geral recente)Foto CMatos(Estágio inicial da escavação)Foto CMatos(Localização (a amarelo) - Clique para ampliar)

Etiquetas: , ,

1 Comments:

At 26 janeiro, 2011, Blogger al cardoso said...

Os meus sinceros parabens pela descoberta!
E um abraco dalgodrense.

 

Enviar um comentário

<< Home